Existem diversos tipos de café. Cada um com um modo de preparo diferente, cada um com o seu gosto, a sua composição, os seus incrementos. Independente da forma que ele é feito, o café continua sendo uma das, se não a bebida mais consumida do mundo.

E as diferentes formas com que ele se apresenta fazem do café o companheiro ideal para diversos programas na vida. Na manhã, para dar energia ao corpo e encarar o restante do dia, na parte da tarde, depois do almoço, para ajudar na digestão, e à noite, mas com um intervalo até a hora de dormir, para que não atrapalhe a noite de sono.

E, entre diferentes formas de se servir, de vender, de produzir o café, este texto tem por objetivo falar sobre um específico: o café colombiano.


Café colombiano

Para as pessoas que gostam e sabem apreciar um bom café, certamente elas aprovam o café colombiano. Para saber os motivos que fazem do café colombiano um dos melhores do mundo, é preciso entender primeiro a geografia do país. O solo fértil, o cultivo e a colheita dos grãos são os responsáveis por colocarem a Colômbia como o terceiro país que mais exporta café no mundo.

Possuindo características específicas, os terrenos colombianos influenciam diretamente na qualidade do café que é cultivado. O solo vulcânico da Colômbia acabou se transformando em uma fértil opção para a plantação e o cultivo do café, que é ajudado pelo clima, que varia entre 8 graus Celsius negativos a 29 graus Celsius positivos, fato este que favorece demais para ajudar na qualidade dos grãos. E, para completar, a chuva cai de forma bem distribuída, finalizando todo um ciclo favorável para plantio e cultivo do café.


Como é produzido o café colombiano?

A forma como é colhido é uma das principais características do café. Acontece uma retirada de forma seletiva dos grãos, ou seja, apenas os frutos que estão maduros são colhidos da planta. Geralmente, os pequenos cuidadores de cafés que utilizam essa técnica.

grãos de café

Quando está na produção, são utilizados o beneficiamento úmido ou o lavado. Esse tipo de tratamento consiste em colocar os grãos maduros em tanques grandes, com a água para que seja retirada da casca e da proteção que está no fruto e, dessa forma, acontece a despolpa dos grãos.

Depois desse processo, os grãos são colocados em outro tanque de água, onde irão fermentar entre 12 e 38 horas, a fim de que seja reduzida a goma açucarada do fruto. Esse trabalho é realizado de forma manual. Finalizado esse processo, os grãos ficam expostos ao sol, para que possam secar.


Variedades do café colombiano

A Colômbia produz o grão de café de espécie arábica, que apresenta algumas formas, onde as subespécies são:

grãos de café

Típica – conhecida como nacional ou arábico. Um hectare possui cerca de 2.500 árvores cafeeiras;

Borbón – plantas que atingem 3 metros de altura. Possui frutos pequenos, tem o aroma intenso e um sabor adocicado;

Maragogipe – possui grandes frutos, mas com pouca produção;

Variedad Castillo – produz grãos maiores, e tem, a sua bebida parecida com as outras espécies do café arábico.

Compartilhe esse artigo: