Qual é o café mais caro do mundo e do Brasil?

É senso comum que 90% das pessoas gostam de tomar café. Essa bebida é tão popular que é considerada uma das mais consumidas no mundo inteiro.

Até quem não gosta do jeito como é servido se rende a ele. Isso porque, para aqueles que não gostam da forma tradicional do café, inventam diversos meios para servi-lo, conseguindo, dessa forma, agradar a uma quantidade maior de pessoas.

E, falando desses meios, é possível apreciar a bebida em forma de milk-shake, cappuccino, bolo, torta, com leite, com limão, enfim, com uma infinidade de outros ingredientes que o deixa ao gosto do cliente.

E, quando se fala em deixar ao gosto do cliente, diversos experimentos são feitos. E não são só essas experiências que formam um café bom. São as formas como este é cultivado e preparado que dão um sabor especial a ele também.

E, quanto mais elaborado, mais preparado o café for, melhor será o seu sabor e, consequentemente, mais alto será o seu valor para ser consumido. Seja numa xícara, em algum restaurante ou no mercado, ao comprar a embalagem, o preço pode assustar quem não estava preparado para surpresa.

Com isso, este texto tem como objetivo apresentar a vocês, dois dos cafés mais caros. O primeiro, o mais caro do mundo. Já o segundo, é o mais caro encontrado no Brasil. Fique por aqui e surpreenda-se com o valor deles e até mesmo, como e de onde são feitos.


O café mais caro do mundo

O Kopi Luwak é o café mais caro do mundo. Ele é produzido a partir dos grãos extraídos das fezes do cevita, que é um mamífero, parecido com o gambá. Ele escolhe os melhores grãos de café na hora de comer, só digerindo a polpa e, após engolir, a semente, até então intacta no sistema digestivo, recebe ácidos e enzimas sobre o fruto, antes que ele seja expelido junto com as fezes.

O resultado desse processo é um café extremamente saboroso e suave. E também raro. Tanto que são produzidos 250 por ano e o quilo do grão chega a custar mil dólares no Japão e na Europa.

A xícara desse café em Mali custa US$ 10,00. Ao redor do mundo, o quilo do Kopi Luwak é vendido a US$ 2.880,00.

cevita, xícara de café, mamífero


O café mais caro do Brasil

Já nas terras tupiniquins, o café mais caro é oriundo das fezes do Jacu, um pássaro grande, que pode chegar a pesar até 3 quilos.

Tudo aconteceu quando a Fazenda Camocin, localizada no Espírito Santo, estava começando a ter problemas com o pássaro Jacu, que comia o café antes deste ser colhido. Temendo maiores prejuízos, chegou a tentar uma autorização para exterminar com o Jacu. Como houve demora na resposta, desistiu e passou a observar as fezes do pássaro e logo associou ao Kopi Luwak.

Coletou os grãos das fezes e os mandou para análise, a fim de comprovar que não faziam mal à saúde. Após a confirmação, fez a prova. Gostou, pois saboreou uma bebida mais ácida e doce, melhor do que o café que era colhido de forma tradicional.

O quilo do café é vendido a R$ 360,00. Já a xícara de café, sai a R$ 13,00.

pássaro, jacu

Compartilhe esse artigo: