Um dos períodos mais bonitos na vida de uma mulher é a sua gravidez. A fase mais completa, onde os hormônios estão respondendo por elas, fazendo com que muitos maridos nem queiram mais entrar em casa. Brincadeiras à parte, é sim, a parte mais bela da mulher. A transformação de mulher para mãe leva o tempo necessário para maturar a ideia, formando o novo ser, especial, cheio de amor e carinho para aquele que está sendo gerado.

Com isso, esse período se torna também o mais cuidadoso da vida da mulher, onde é necessário tomar cuidados, evitar diversos alimentos e se cuidar, afinal de contas, já não é mais uma pessoa que está sendo cuidada.

Por isso, o cuidado deve estar sempre sendo levado em consideração. E, apesar de todo o cuidado, algumas mães não conseguem deixar de ingerir alguns alimentos. E, dentre estes, o café, que é a bebida mais apreciada do mundo. Mas, antes de bebê-lo, uma dúvida paira no ar: é permito a uma gestante beber café? Se pode, quanto ela deve beber?

Todas essas perguntas serão respondidas ao longo deste texto. Fique por aqui e saiba mais sobre esse tema.


Uma mulher grávida pode tomar café?

Mulher grávida tomando café

Uma mulher grávida pode sim, tomar café. É importante ressaltar que o seu consumo deve ser moderado. MAS NÃO É RECOMENDADO SEU CONSUMO!

Atenção: Consulte seu obstetra antes de ingerir café!

O problema não está necessariamente no café, mas sim, na cafeína que ele contém. Essa substância encontrada também no chocolate e em alguns refrigerantes, causa efeitos sobre o sistema nervoso central, o estimulando.

É por isso que a mamãe deve diminuir o seu consumo, isso porque o café, quando ingerido, passa da mãe para o bebê através da placenta e, como o organismo do bebê ainda está se desenvolvendo, tem mais dificuldades para processar e eliminar a cafeína.


Qual o risco o bebê corre se a mãe ingerir café em excesso?

Quando há um consumo alto de cafeína durante a gravidez, isso pode acarretar em um aborto, ou então, o bebê nascer prematuro, não totalmente desenvolvido e com peso baixo.

Quando a cafeína é ingerida, ela fica circulando por mais tempo na corrente sanguínea da mulher grávida, cerca de três vezes mais tempo do que numa mulher que não esteja grávida, o que faz com que os seus efeitos sejam potencializados.

Com isso, até mesmo por não existirem muitos estudos sobre os efeitos que a cafeína pode causar no bebê, é recomendado que a mulher diminua a ingestão de café.


Qual é a quantidade ideal de café que uma mulher pode tomar?

A dose diária não poderá ultrapassar o máximo de 200 miligramas de cafeína, o que seria duas xícaras de café por dia.

Mesmo assim, é preciso ter muito cuidado, pois as duas xícaras de café equivalem a quase os duzentos miligramas de cafeína. Com isso, se tomar as duas xícaras de café, fica impossibilitado de beber chá preto ou comer um chocolate, pois isso acarretaria em ultrapassar a medida diária. SEMPRE SIGA A RECOMENDAÇÃO DO GINECOLOGISTA OBSTETRA.

Compartilhe esse artigo: